TRABALHANDO PARA OS ORANGUTANGOS EM BORNEO (29/09/15 – 19/10/15)

Antes de resolver qualquer coisa da nossa volta ao mundo a gente se inscreveu no WorkAway. Como casal a gente pagou 32 dólares (que valiam menos que barra de ouro no começo do ano) para ter um perfil durante dois anos. O site permite que você entre em contato com organizações e pessoas do mundo todo que oferecem trabalho em troca de facilidades, pode ser hospedagem, alimentação, transporte e até um pouco de dinheiro às vezes.

Foi lá que a gente encontrou o Monkeebar, e foi por isso que resolvemos vir pra parte da Malásia que fica na ilha de Bornéu. O bar fica na cidade de Kuching e é um dos mais frequentados na cidade. Metade dos lucros do vai para o Orangutan Project, um projeto de conservação animal nas florestas tropicais da ilha.

Antes de mais nada do que a gente gostou é que o projeto é sério de verdade. Nos santuários os voluntários ou turistas não podem pegar os macacos no colo ou colocar qualquer outro animal em situação de turismo irresponsável. São vários animais resgatados, tem macacos, ursos, pássaros, cobras, crocodilos e animais que a gente nunca tinha visto antes, e a idéia é que eles possam retornar ao ambiente selvagem. Infelizmente com a maioria deles isso não vai acontecer, já que eles foram sempre acostumados aos humanos ou são muito cobiçados por caçadores e moradores da região. Hoje parte do que o projeto arrecada é destinada para solucionar – ou minimizar – o problema inicial comprando áreas de floresta, por exemplo.

Depois que nosso trabalho tem sido super divertido. Trabalhamos num bar super animado e as pessoas que conhecemos aqui fazem parte de uma grande família. Parece clichê, né? Mas como todo mundo trabalha e mora junto não tem como ser diferente, o clima é super tranquilo e todo mundo se conhece por um bem comum. Temos só mais uns dias aqui e já estamos tristes de ir embora.

Continue Reading

OS MACACOS DE BATU CAVES (18/09/15)

Fomos para Batu Caves na expectativa de encontrar um lugar lindo que nos trouxesse uma sensação muito boa, com cavernas escuras e muitos degraus para subir e descer. Foi exatamente o que encontramos.Passamos algumas horas andando por ali. Lugares tão sagrados quanto esse tem algo de especial que nos interessam muito.

É super fácil, barato e rápido de chegar nos templos do centro de Kuala Lumpur, um trem sai da KL Sentral por menos de RM4 (dá pra considerar R$4=RM4).

Essa estátua enorme é do Deus Murugan, ela tem 43m e é mais alta que o Cristo Redentor. São 272 degraus que levam a uma grande caverna e templos. Para entrar na caverna principal não é preciso pagar nada.

Os macacos quase fazem parte da atração. Eles já estão tão acostumados com as pessoas que não se intimidam na hora de atacar para ver o que tem em sacolas, bolsas e mochilas atrás de comida e se você se distrair eles roubam seu sorvete!

Continue Reading